Ações multifacetados em torno do campo de arte incluem ações de educação, desenvolvimento multimídia, pesquisa e empoderamento social. Trabalhando como curadora, pesquisadora, produtora, museógrafa e artista. Mestra em Artes Contemporâneas na USP Universidade de São Paulo, membro do grupo MedHacker (ações para hackeio do sistema de saúde), atualmente investigando diálogos entre o corpo (físico e social) e os meios sob uma perspectiva indisciplinada com base em estudos críticos sobre deficiência, é atualmente responsável pelo espaço (físico e digital) do museu Laboratório Arte Alameda.